Home Sobre Linhas de Pesquisa Blog Oportunidades Fotos Equipe Publicações
PhoneWhite01.svg EmailWhite01.svg InstagramWhite01.svg
Home / Blog / Conexões neurais na analgesia induzida por música em pacientes com fibromialgia
Conexões neurais na analgesia induzida por música em pacientes com fibromialgia
Música modula conexão entre estruturas encefálicas envolvidas na percepção da dor.

Analgesia induzida por música (AIM) consiste na redução subjetiva da percepção da dor após a exposição a música. Esse efeito já foi reportado em pacientes com fibromialgia, uma síndrome de dor crônica de causa desconhecida, caracterizada pelo aumento da sensibilidade nociceptiva. A AIM possivelmente atua a partir do sistema modulatório descendente da dor (SMDD) do qual fazem parte a substância cinzenta periaquedutal, córtex pré frontal dorsolateral e a medula rostral ventromedial. Pacientes com fibromialgia apresentam alterações nas conexões nervosas, como aumento da atividade de áreas relacionadas ao processamento da dor e redução na conectividade de áreas relacionadas à inibição da dor. Ademais, há alterações na conectividade de áreas límbicas, isto é, relacionadas ao processamento emocional, como a ínsula, amígdala e o giro do cíngulo, além de áreas autobiográficas e somatomotoras.

Um estudo conduzido no Instituto de Neurobiologia da Universidade Nacional Autônoma do México (UNAM Juriquilla, Queretaro, México) analisou dois grupos de mulheres, sendo 20 pacientes diagnosticadas com fibromialgia e 20 pacientes saudáveis. Após a exposição à música escolhida pela paciente ou ao ruído rosa (um ruído neutro) foram feitas imagens de ressonância magnética funcional em estado de repouso (resting state fMRI ou rs-fMRI) e as conexões entre diferentes áreas encefálicas foram avaliadas. A conectividade funcional em repouso (resting state functional connectivity: rs-FC) entre as diferentes áreas foi inferida a partir de um sinal dependente do fluxo sanguíneo oxigenado. As participantes também responderam a questionários sobre dor.
Como esperado, as pacientes com fibromialgia relataram maior percepção dolorosa, ansiedade e depressão que os indivíduos saudáveis. Em condições basais, as pacientes com fibromialgia apresentaram um rs-FC maior entre o Córtex cingulado anterior (CCA), relacionada ao controle cognitivo, de ações e com o processamento da dor, e o córtex auditivo primário. Após a exposição à música houve redução na conexão entre essas áreas. Já a conexão entre o córtex pré-frontal dorsolateral e a amígdala esquerda aumenta, sugerindo uma modulação cognitiva da percepção dolorosa relacionada ao SMDD. Aparentemente, a música é também capaz de reduzir a conexão do CCA com áreas sensoriais, reduzindo a percepção dolorosa. Estes dados sugerem que a modulação da dor não ocorre somente por uma distração gerada pelo estímulo sonoro.

Em suma, o efeito analgésico da música em pacientes com fibromialgia se baseia na alteração das conexões entre áreas encefálicas relacionadas a dor e áreas de controle cognitivo, provavelmente, por meio de uma combinação de mecanismos, como a distração, emoções positivas e o relaxamento.

Laura Colete Cunha
Fonte: Pando-Naude, V., Barrios, F.A., Alcauter, S. et al. Functional connectivity of music-induced analgesia in fibromyalgia. Sci Rep 9, 15486 (2019) doi:10.1038/s41598-019-51990-4
https://www.nature.com/articles/s41598-019-51990-4
Powered by: Cloud Comp
Nós respeitamos a sua privacidade
Nós utilizamos cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.
Eu concordo
Aviso
WidgetCloseButton01.png
Parece que você está offline ou o serviço que você está tentando acessar não existe!
Por favor, verifique a sua conexão com a internet!
Fechar
Aviso
WidgetCloseButton01.png
Ops, algo deu errado!
Fechar